O Platô Tibetano, também conhecido na China como Platô Qinghai–Tibete ou Platô Qingzang ou Platô do Himalaia, é um vasto planalto elevado na Ásia Central e no Leste Asiático, cobrindo também a maior parte da Região Autônoma do Tibete e da Província de Qinghai no oeste da China como parte de Ladakh no estado de Jammu e Caxemira na Índia.

Ela se estende por aproximadamente 1.000 km de norte a sul e 2.500 km de leste a oeste. Com uma altitude média superior a 4.500 m, o Platô Tibetano é às vezes chamado de «Teto do Mundo» e é o maior e mais alto planalto do mundo, com uma área de 2.500.000 km² (cerca de cinco vezes o tamanho da França Metropolitana).

Às vezes chamado de Terceiro Pólo, o Platô Tibetano contém as cabeceiras das bacias de drenagem da maioria dos riachos nas regiões vizinhas.

Suas dezenas de milhares de geleiras e outras características geográficas e ecológicas servem como uma «torre de água», armazenando água e mantendo o fluxo.